VAMOS REDUZIR A NOSSA PEGADA HUMANA!..........
VAMOS COMER OS PRODUTOS SÓ NA ÉPOCA EM QUE SÃO PRODUZIDOS !..............................................
VAMOS TODOS SEPARAR O LIXO E FAZER A RECICLAGEM!

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

calda de tomate caseira

Hoje fiz uma experiencia baseada nas compotas.
Pensei e quando eu penso…. Deixa correr o gajo. (pensamento)
Tanto o sal como o azeite são bons conservantes!? Certo? Então resolvi.
Calda de tomate feita em casa, sem congelar, sem conservantes artificiais nem aditivos.
Dois quilos de tomate limpo de cascas e sementes
uma cebola grande
uma chávena de café de sal
dois dl de azeite
um bom ramo se salsa
duas colheres de sopa de açúcar

Levei a cebola, o azeite e a salsa a fritar até começar a ficar loura.
Juntei o tomate e o sal.
Deixei refogar bem até reduzir aproximadamente 1/3 e ficar bem apuradinho.
No fim juntei o açúcar.
Fiz como com as compotas, esterilizei os frascos e guardei, agora é só esperar para ver se aguenta ou não.

Cuidado que quando está a ferver salpica muito e queima.
Cuidado quando for usar na comida porque fica muito salgado

7 comentários:

  1. Humm que bom aspecto!!!
    Vamos ficar a aguardar que se conservem por muito tempo :)

    ResponderEliminar
  2. Já comi compota de tomate com carne de porco assada... delicia!!

    ResponderEliminar
  3. Olá.
    Tenho um recado para dar:- minha esposa agradece a receita. Pronto, está dado o recado.
    Já fizemos compotas mas esbarramos com o problema, passado algum tempo, de ganhar mofo.
    Cumprimentos.
    António A.
    Horta de Codeçais

    ResponderEliminar
  4. bom aspecto...lá em casa fizemos o mesmo e quando se faz um arrozinho com a calda??? uma delícia

    ResponderEliminar
  5. Estou a ver agora , esta sua publicação? Ainda há?! rsrs

    ResponderEliminar