VAMOS REDUZIR A NOSSA PEGADA HUMANA!..........
VAMOS COMER OS PRODUTOS SÓ NA ÉPOCA EM QUE SÃO PRODUZIDOS !..............................................
VAMOS TODOS SEPARAR O LIXO E FAZER A RECICLAGEM!

terça-feira, 1 de Abril de 2014

Broa de milho e manteiga de azeite

Ontem não fui correr, hoje estou deprimida, não sei que fazer (tanto que tenho que fazer) nem por onde começar... andando por aqui pela net acabei nesta pagina, depois foi só seguir as instruções, já me animei mais um pouco.
A minha mãe sempre fez broa de milho mas, eu não me lembro de ver, não fazia ideia de como se fazia, fiquei espantada por ter que escaldar a farinha, agora? Vou continuar porque ficou boa e é uma grande economia, uma broa pequena custa 1,10 euro, com muito menos fiz duas broas enormes.
 Ficou baixinha, não consegui tender a massa, acabou por ficar toda espalhada no fundo do forno mas...
 O que importa é que está saborosa e dá muito bem para o gasto.
Depois lembrei-me de outra coisa que vi aqui mas fiz à minha maneira.
Num copo misturador coloquei azeite, alho, coentros e uma pitada de flor de sal.
Triturei tudo com a varinha magica, coloquei numa caixa usada de manteiga e guardei no congelador.
Passado 24h tira-se do congelador e guarda-se no frigorífico, a consistência mentem-se, só não pode ficar esquecida na mesa....
Esta manteiga, que não é mais que azeite frio, é muito boa para barrar pão, croissant, para por no arroz branco e é óptima para baixar o colesterol.

Experimentem vão gostar de certeza

domingo, 16 de Março de 2014

sabão natural liquido

Depois de varias experiências a fazer sabão natural consegui vencer mais uma etapa.. 
 Primeiro fiz sabão com óleos usados,  Depois fiz sabão com óleos aromáticos  mas, nem todas as experiências saíram perfeitas.
Uma vez não solidificou completamente, no ano passado fizemos em formas de vidro mas, ficou agarrado às formas e foi impossível desenformar sem o desfazer todo, foi daí que veio a ideia de fazer sabão em pó...
 Na ultima tentativa também nem todas as receitas ficaram boas, uma não solidificou completamente ficando muito mole, aquele que ficou bom também teve que ser aparado para ficar mais direito, algum partiu-se ao cortar, enfim acabou por ficar muito desperdício e eu não gosto de estragar nada...


Depois de desfazer na picadora, 1.2.3 todas as receitas que não ficaram tão boas, aproveitar todas as aparas, misturei com água destilada e bati com a varinha magica até atingir uma consistência de sabão liquido e cá está ele.
Não sei uma receita exacta fiz a olho mas tem que ficar bem espesso se não não fica homogéneo... 

Ficou muito bom, dá para lavar roupa, loiça e é muito bom para lavar as mãos deixa a pele muito macia...
É óptimo para tirar nódoas da roupa, basta molhar e esfregar um pouco com este sabão, vai ver como saem todas num instante.

segunda-feira, 24 de Fevereiro de 2014

Desde o Natal que lá não ia!!!!!

Andava com saudades, triste e ansiosa por ir ao quintal, não fazia ideia como estariam as coisas por lá, tanto tempo sem lá ir e com tanta chuva...
As ervas daninhas tomaram conta de tudo, a planta dos chuchus estava morta e os frutos espalhados pelo chão, os espargos nem se viam com tanta erva à volta deles, as couves galegas todas floridas, claro que os grelos foram à vida, sem falar das árvores e dos kiwis, com ramos enormes a precisarem de ser cortados, era um mundo de coisas para fazer.... O quintal propriamente dito nem se consegue entrar, água e ervas daninhas!!! Lá para a primavera....
 Felizmente no sábado o dia esteve muito bom, comecei por mondar os espargos que estão em plena produção, ainda perdi alguns no meio de tantas ervas mas, deu para preparar meia dúzia para o jantar, estão tantos a começar a sair da terra que se não for lá em breve vou perder a produção, veremos se consigo voltar dentro de duas semanas no máximo...
 Depois dos espargos podei os kiwis, a ameixoeira, cortei com a maquina todas as ervas do jardim, rapei com a enxada em alguns sítios que a maquina não cortava, ceifei em volta das roseiras e da boganvilia, encaminhei as braças de modo a que o muro no verão fique todo florido...
Como já ligamos o esgoto à rede, ficou a caixa com um grande buraco à volta, enchi com as ervas daninhas que eram imensas e cobri com alguma terra, já não tinha força para muito mais
                         
No fim fui tirar algumas fotos e dei por completo o trabalho, tinha que me arranjar pois vinha a minha prima Antónia jantar, já não nos víamos há alguns anos...
Comecei a sentir-me mal, olhei para o relógio eram quase 19 horas, aí apercebi-me que tinha andado sem comer,  nem parar para beber água,  durante mais de quatro horas. Comi um pouco de pão com compota mas, o mal estar piorou, bebi coca cola, comi mais um pouco de pão mas só piorava, era um mal estar insuportável parecia que nem conseguia respirar. Com muito esforço lá consegui fazer um chá de erva cidreira que bebi sem saber muito bem como pois estava a ferver...Entretanto o tempo passou, estive assim quase uma hora,
quando a minha prima chegou estava eu enrolada sobre mim própria sem saber muito bem o que fazer e o Iosif a preparar o jantar...
Depois deste susto muito estranho, a coisa começou a melhorar pouco a pouco e acabei por ter uma noite muito agradável.
Isto já me tinha acontecido por duas vezes no final da meia maratona, são faltas de energia mas, no sábado não me apercebi do esforço que tinha feito, só depois é que me pus a pensar e realmente foi muito trabalho e pouca atenção ao corpo...




terça-feira, 18 de Fevereiro de 2014

Sobreiros

Ao fim de vários anos a tentar, finalmente consegui que me nascessem dois sobreiros...
 Este ano durante o verão e outono, cada vez que ia correr no Monsanto, apanhava o maior numero de bolotas que conseguia.
Ao chegar a casa espalhava-as nos vasos, por cima da terra indiscriminadamente e assim, para já tenho estes dois exemplares a crescer alegremente
 Posso dizer que a quantidade nascida em relação às que simplesmente apodreceram é mínima, assim por alto será de uma para quinze...
Na varanda ao ar livre espalhei também muitas mas, até agora não dei porque tenha nascido nenhum...

terça-feira, 7 de Janeiro de 2014

Clafuty de tupinambos

Hoje foi dia de testar os tupinambos como sobremesa....
 Decidi fazer um clafuty, eu gosto desta receita com pêras, fica muito agradável, fresco e delicioso.
Acaba por ser uma sobremesa que dá para fazer de pequeno almoço, além de ser doce é substancial visto que tem leite, farinha e fruta.
 Poço dizer que é muito agradável, gostei, o Iosif acha que tinha que coze-los antes mas, eu acho que ficou muito bom.
RECEITA
600g de tupinambos
125g de açúcar
100g de farinha
2,5dl de leite
3 ovos
barrar uma forma (tyrex) com manteiga
Descascar os tupinambos, lavar e cortar em rodelas, colocar na forma.
Bater a farinha, o açúcar, o leite e os ovos no liquidificador e despejar por cima. (polvilhei com canela)
Levar a forno médio durante 25m + ou -
Bom apetite

domingo, 29 de Dezembro de 2013

Tupinambus gratinados

Tupinambos gratinados para acompanhar chanfana de javali
 Descasquei os tupinambos e cozi-os em água e sal.
 Fiz um molho bechamel, cobri os tupinambos e polvilhei com queijo parmesão.
 Levei ao forno para gratinar
Receita

Descasquei os tupinambos, cortei-os em cubos e levei a cozer em água e sal.
Fiz um bechamel com uma grande cebola cortada em rodelas e temperei com sal, pimenta e hortelã.
Despejei por cima e polvilhei com queijo parmesão.
Levei ao forno só para gratinar....
Ficou uma delicia.





sexta-feira, 27 de Dezembro de 2013

Cozinhar tupinambos

Puré de pupinambos para acompanhar bacalhau enrolado em couve galega.
Bacalhau, cebolas, alhos, couve galega e tupinambos, tudo biológico e criado no quintal
Alguns sítios onde vi e aprendi sobre os tupinambos, neste blogue há muita informação
descascando os tupinambos
enrolando o bacalhau
A receita.
Fiz o puré de tupinambos como se fossem batatas. (temperado com sal, pimenta preta, nos moscada uma gema de ovo e umas gotas de limão
Para as trouxas de bacalhau
Cozer as folhas das couves inteiras
Duas postas de bacalhau
Duas colheres de sopa de maionese.
Duas cebolas cortadas em rodelas junto com dois dentes de alho e fritas em azeite
Aproveitei os restos do bacalhau da consoada.
Limpar bem o bacalhau de espinhas e peles.
Levar à picadora para ficar bem fino.
Juntar e maionese e fazer uma pasta.
Fazer uma trouxa enrolando uma porção de bacalhau na folha da couve.
Colocar por cima as cebolas fritas.
Levar ao forno só para não arrefecer antes de servir...

Posso dizer que o puré é delicioso...
Fiquem atentos que vou tentar outras receitas, tenho a certeza que é bom para sobremesas...