VAMOS REDUZIR A NOSSA PEGADA HUMANA!..........
VAMOS COMER OS PRODUTOS SÓ NA ÉPOCA EM QUE SÃO PRODUZIDOS !..............................................
VAMOS TODOS SEPARAR O LIXO E FAZER A RECICLAGEM!

segunda-feira, 6 de julho de 2020

Finalmente abóboras doces

Já todos sabem que o Józséf é Hungaro, ele falava sempre das abóboras da avó; que eram doces, que gostava muito, enfim.
quando fomos à Hungria eu trouxe sementes mas nunca consegui que elas produzissem mais que uma. sempre guardei as sementes e sempre voltei a semear, as plantas morrem muitas vezes sem sequer dar flor, por vezes nem chegam a nascer, semeei no quintal lá de casa e nem nasceu uma, a minha sorte é que guardei sete pevides para semear aqui na praia, nasceram todas, deram muitas flores mas, só na ponta (a planta tem uns três metros sem mentira) é que deu um fruto. Então tenho cerca de seis, ainda não consegui conta-las todas..

 A minha vizinha diz que as abóboras não gostam que lhe mexam, nem que andemos a conta-las ... eu respeito só espreito por baixo e mesmo assim raramente.

Os pimentos e os tomates estão a crescer bem, quanto ao feijão verde tenho colhido quase todos os dias 

 

Novos pepineiros os que comprei na loja durante o confinamento não produzem, dão muita flor, geram o fruto mas, depois fica amarelo e cai. Veremos se ainda vou a tempo de comer pepinos. 
              Vista geral da horta, está muita coisa amarela, queimada com as folhas ressequidas

                         
 Acho que é o vento, aqui está quase sempre vento e neblinas ou nevoeiros, de manhã à tarde e por vezes dias inteiros. Os nevoeiros são tão intensos que parece chuva, é como se andássemos dentro das nuvens, depois vem o sol, tão quente e forte.... Eu acho que é por isso que tem tudo um aspecto assim queimado

sábado, 4 de julho de 2020

Confinamento?

Não vivi o confinamento!
Vim viver para a praia no dia 19 de Março, nunca mais vi ninguém, só uma pessoa ou outra que passava na rua.
Fiz a minha vida normal plantei, cuidei limpei, fui à praia, dei passeios e voltei a correr...
Estas foram as primeiras colheitas deste quintal, as coisas aqui crescem rápido...
Tenho vivido amanheceres maravilhosos e entardeceres intensos
... e voltei a correr!
Está aqui no condomínio desde a mesma altura uma jovem solitária em lei ohf, passa os dias a trabalhar pouco nos víamos, recentemente descobri que também gostava de correr e lá fomos nós guardando as devidas distancias

segunda-feira, 20 de abril de 2020

Viver na praia

Agora trabalhamos à beira mar.
Esta é a vista das traseiras da nossa casa
O nosso quarto tem uma parede que é uma janela
O Mouzart tem uma casa nova e uma coleira xpto, que é para aprender a andar pela trela.
Já aprendeu a ir à rua fazer as coisa fisiológicas que eu nunca senti necessidades de lhe ensinar, agora já sabe
O tempo por aqui tem estado assim quase todos os dias...
Não se vê ninguém, não sei se é por causa da quarentena ou se é o tempo que assusta as pessoas
Por agora são estas as novidades:
Continuo com o quintal e também tenho um mais pequeno aqui.
Aguardo noticias vossas, beijinhos a todos

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2020

As primeiras cebolas já estão plantadas

Lua cheia a minguar é tempo de plantar
As primeiras cebolas já estão plantadas, com muita dificuldade, a terra está pesada, cheia de água...
As favas estão bem bonitas apesar das ervas daninhas e da terra empapada....
Ó meu deus porque é que não chove no Alentejo? Por aqui já chega....
... e as ervilhas também já estão nascidas.
vamos a ver se este ano como ervilhas das minhas
Passo muito tempo sem vir aqui mas, estou cá, continuo com a minha teimosia a plantar e a semear.
Amanhã vou continuar; plantar morangos, alfaces, semear os alhos, coentros, cherovia, cenouras e outras cositas mas... depois conto

segunda-feira, 9 de dezembro de 2019

Dez anos de blogue

No passado dia 1-12-2019 fez dez anos que iniciei este blogue
Anda agora muito parado por variadíssimas razões, entre as quais estar cada dia mais difícil lidar com a Internet, parece que quanto mais dizem que é fácil mais difícil é para mim...
Uma flor de maracujá banana a única coisa que sobrevive no quintal, o resto está tudo afogado com tanta água
Por agora fica o registo de mais um ano que passou, vou estando por aqui, até já

quarta-feira, 2 de outubro de 2019

Mais uma manta das memorias esta é para o João

Mais uma manta das memorias, esta é para o João, claro que o rapaz também tem direito a uma manta das memorias 
Os trapos que tinha eram todos já muito rebuscados, então para além das memorias comprei uns restos de tecido na feira, com aviões, motas e de Londres.
Ficou bastante colorida e alegre, espero que ele goste

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Feijão preto trepador

A primeira vez que semeei feijão preto ele não trepou mas este ano tem trepado imenso!
trepou ao diospireiro, chega mesmo na ao cruto e está cheio de feijão, estou impressionada!


A natureza não pára de me surpreender